Coimbra Out Loud – José Costa

[…]O meu pai dizia-me sempre: Zé Maria a melhor arma é a cultura. Hoje em dia só não lê mais porque é desorganizado, mas aquela meia horinha antes de adormecer tem de ser. A música começou quando a mãe lhe deu uma bateria. Estava em casa dos meus avós, para onde ia depois da escola, e tocava sempre lá, mas só meia hora porque era no sótão, mesmo por cima da cozinha onde eles estavam. Em 2011, já os Flying Cages tocavam os primeiros acordes na Escola Secundária José Falcão, quando o desafiaram para se juntar à banda. […]

Texto completo na Revista Coolectiva.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *