Mosteiro da Batalha - Fotografia de João Azevedo

Mosteiro da Batalha

Chega-se à Batalha e morre-se pelos olhos. A estocada da beleza rasga-se-nos a carne, e peito adentro aloja-se o espanto. A opulência do Mosteiro intimida o que em nós é mortal, a noção da nossa diminuta existência agudiza-se à medida que o edifício nos engole a identidade e tudo em …

A cegueira é uma faca

Escrevo por dentro do frio que nos habita, para que a máscara se rompa, e o branco das noites que nos furam os olhos descerre a mandíbula hirta. Há tanto que nem sabemos ver mais de perto, a miopia cardíaca estreitou-nos o nome, e os meus dentes são presas que …

Praça 8 de Maio - Coimbra

Baixa de Coimbra

Vagueia-se pela calçada na verdade de quem a tem por íntima tantas foram as vezes que ela a vida presenciou. Há uma qualquer mística nas zonas mais antigas desta cidade, como se nas ruelas estreitas encontrássemos um pedaço ido. Quando me quero ida de mim e a mim retornar escolho …

Lollipop Obession - Micaela Morgado - Ana Tulha - João Azevedo

Lollipop Obession

Publicação na revista Elléments Magazine Modelo – Micaela Morgado (Models Factory) Make-up & Hair – Ana Tulha Se gostou deste post, partilhe com os seus amigos!

Girl with gas mask, and old phone

Projecto Toxic – Hidra

Saiu do banho com a ideia formada: de hoje não passaria. Ele não poderia manter a ostentação do silêncio. Era como se esta forma de nada dizer, fosse o meio encontrado de a punir. A noite tinha sido passada às voltas com razões. O porquê não aparecia e ela começava …

Projecto Toxic - Rapariga com flores e garrafa de gin

Projecto Toxic – Gin

GIN Ter uma garrafa de gin adiada no esconderijo das dores inóspitas, como quem testa o limite da pressão da panela ao lume. Vergar-me para olhar para ela, não como quem a reverencia, mas por ser necessário, dado o local onde repousa inquieta. Então, pensar – ou continuar a pensar …

Mizz Kat Tigerfell – Da Simplicidade

Eu tentei querer a casa com o jardim e os girassóis dançantes e toda a paz de um horizonte que se fundia no azul longínquo do mar em frente. E tentei bastar-me das rotinas que se impunham seguir na manutenção arrumada das coisas e das gentes. Viver na morna contemplação …

error: Content is protected !!